Dieta Detox

Dieta Detox contra Cândidiase – Tratamento Dietético SECRETO Revelado

Aderir a uma dieta contra cândida bem definida é o primeiro passo para o tratamento de infecções fúngicas. Pesquisas recentes indicam que um plano de dieta certo pode ser bem eficiente à prevenção de certos problemas de saúde e doenças crônicas, incluindo infecções por Cândida. Antes de abordar a ligação entre a dieta contra cândida e seu impacto na infecção fúngica, nós vamos dar uma olhada rápida no que é infecção por cândida e abordar as condições específicas que a traz.

Cândida é o nome específico para micróbios unicelulares que são encontrados em pequenos números na maior parte do corpo humano: os intestinos, as genitais, a boca e etc. Embora no corpo seja saudável que esses micróbios sejam mantidos sobre controle por bactérias benéficas e um sistema operacional imune, a combinação de certas condições pode quebrar este equilíbrio saudável. A Cândida pode crescer sem controle e tomar conta de uma estrutura de raízes para danificar as membranas mucosas do intestino, invadindo a corrente sanguínea e causando os sintomas já bem conhecidos relacionados a infecção fúngicas. Como esses micróbios são móveis e podem alcançar partes diferentes do corpo, a infecção fúngica pode ocorrer de forma sistêmica e local.

Há muitos fatores que causam a infecção fúngica. Alguns desses fatores estão bem relacionados à comida. Observar planos de dietas que podem prevenir infecção fúngica de se espalhar é o primeiro e um dos passos básicos para fazer terapia holística para cândida. Aderindo as seguintes regras de dieta, em combinação com outras nutrições e princípios de estilo de vida, podem trazer resultados positivos para sua saúde em geral e particularmente para seu problema de infecção fúngica.

1. Pare de comer açúcar refinado e carboidratos. Açúcar refinado (que incluem carboidratos simples tais como melado e mel) e outros carboidratos refinados (tais como farinha branca, arroz branco, qualquer tipo de cereais e etc) são todos alimentos para cândida. Consumir tais comidas pode fazer à cândida se reproduzir. Para prevenir o crescimento excessivo da cândida, use estévia em vez do açúcar e use produtos de integrais sem glúten (tais como arroz marrom, Pão de Trigo sarraceno) para substituir carboidratos.

2. Comidas que contém fungo ou mofo (como vinagre branco, cogumelo, calma, frutas secas, vegetais em latas e alguns condimentos) pode também encorajar a Cândida e não deveriam ser consumidas.

3. Para combater a Cândidiase seu sistema imunológico precisa estar forte, Usar antibióticos podem debilitar seu sistema imunológico e matar a bactéria amigável. Portanto, muitos nutricionistas recomendam aos seus pacientes pararem de usar antibióticos e reduzir o consumo de produtos lácteos que também contém antibióticos. Uma vez que fortalecimento do sistema imunológico é uma parte integral para prevenção de infecções fúngicas, consumo diário de alho pode reduzir a probabilidade de infecções fúngicas recorrentes.

4. Produtos lácteos e em particular produtos derivados de leite de vaca, devem ser evitados porque eles podem te levar a reações alérgicas criando muco excessivo e levando mais tempo a digerir. Alguns dos principais fatores das infecções fúngicas podem incluir alergias e problemas digestivos. Melhores alternativas para produtos lácteos de leite de vaca são produtos orgânicos de leite de cabra e ovelha.

5. Para parar o crescimento excessivo da Cândida, é importante manter o equilíbrio ácido-alcalino correto. Isso significa ter o nível de “PH” correto no seu sangue. PH é medido na escala que vai de zero a quatorze, onde quatorze é mais alcalino, sete é neutro e zero é o mais ácido. Seu corpo funciona melhor na escala de PH 7.35 e 7.45 para acidez no sangue. Qualquer acidez a mais, contribui para o quadro onde a cândida se multiplica. Num plano alimentar alcalino, na qual é baseado no consumo de alimentos que formam alcalina (alimentos com cálcio, césio, magnésio, potássio, sódio, amêndoas, sucos verdes e a maioria dos legumes e etc) com consumo moderado de alimento que forma ácidos ( a maioria das carnes, peixe, produtos lácteos e grãos) podem te ajudar a recuperar o seu quociente de alcalina para melhor controle do crescimento da cândida.

6. Um estudo pelo Albert Einstein College of Medicine da Universidade de Yeshiva em Nova York revelou que consumir alimentos ricos em betacaroteno (uma substancia natural que se converte em Vitamina A no corpo) poderia oferecer alguma proteção contra infecções fúngicas.

Lembre-se que dietas para Cândidiase, podem ser muito boas para conter todos os tipos de infecções fúngicas, mas elas são a primeira parte de uma terapia holística integral.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *